Ir para


Os Cavaleiros Do Barulho


2 replies to this topic

#1 Gate

    Smells like death, blondes and victory.

  • Members
  • 1.181 Posts:
  • Gender:Male
  • Location:Americana/SP

Postou 01 fevereiro 2008 - 11:33

Lembrei que tinha escrito essa fanfic a algum tempo atrás. Achei no meio dos arquivos da minha pasta e vou postá-la aqui.



A cada 200 anos, Atena, a deusa da justiça, da sabedoria e da paz, vem à Terra. Ela vem acompanhada dos seus Cavaleiros. Quando Atena reencarna e vem à Terra, ela precisa de impedir outros deuses malignos de destruir a Terra...

Episódio 1: Pégaso! Eu escolho você!

-Bem amigos da Rede Globo! Estamos aqui mais uma vez para apresentar as lutas do fantástico Torneio Galático!!!!

- Ah, vou te derrotar! – diz um jovem usando uma armadura azul com motivos eqüinos e com um chifre na cabeça.
- Você não vai conseguir! Eu sou muito mais forte que você! – responde um truculento homem com uma armadura inspirada em um urso.

Enquanto isso na cabine dos organizadores:

- Senhorita Saori, ainda há cavaleiros que não chegaram – diz um homem careca que entra correndo pela porta.
- Mas que droga, sabia que ia dar merda essa história do tráfego aéreo em crise... Ah, vamos ter que nos contentar em ver esses cavaleiros coadjuvantes se matando ...

Voltando na arena...

- Ah, se você é homem vem me enfrentar – diz o cavaleiro de Unicórnio
- Cara... olha pro seu tamanho e olha pro meu... você vai ser esmagado – retruca o cavaleiro de Urso
- Para de viadagem e ataca logo, cavaleiro de ursinho de pelúcia!
- Você que pediu! – a grande figura de armadura abre os braços e brada: - Ataque do Coração!!!!! – caindo ao chão um momento depois sem nenhum motivo aparente

Nisso uma equipe de médicos chega à arena e começa a atender o cavaleiro caído. Os outros cavaleiros ficam aflitos e tentam descobrir o que aconteceu.
- Será que é algo muito grave? – questiona Seiya, o cavaleiro de Pégaso – Você está vendo Shiryu?
- Não! To cego, porra! – responde energicamente o cavaleiro de Dragão
- De qualquer maneiraaa... posso fazer respiração boca a boca neleee? – diz Shun

Depois de ouvirem a declaração de Shun, os cavaleiros se dispersam e nenhum fica perto dele. Então o médico diz o que houve.

- Ele teve um infarto e precisa ser levado rapidamente ao hospital.

Não demora muito para que a ambulância saia com o moribundo cavaleiro e o torneio continue.

- Agora vamos pra próxima luta! Hyoga o cavaleiro de Cisne, contra aquele cavaleiro feio que usa a armadura de Hidra e eu não me lembro o nome. – anuncia o narrador
- Magoou... – diz o cavaleiro de Hidra
- Cade o Hyoga? – pergunta Seiya
- Eu também quero sabeeer... deve ter ficado um loiro alto e bonito desde a ultima vez que nos vimooos... – declara Shun
- Shun... é impressão minha ou você está muito... hmm... estranho desde que voltou da Ilha de Andrômeda?
- Magina Seiya...

Surpreendentemente, quando a luta vai ser cancelada e Hyoga vai perder, eis que surge ele, o cavaleiro de Cisne, que entra no ringue e entra em posição de luta.

- Rá! Você vai perder! – grita o cavaleiro de Hidra...

A luta começa e Hyoga não responde.
- Prepare-se para a minha técnica com as garras venenosas!
Hyoga usa seu cosmo para abaixar a temperatura da arena.
- Ei, você não vai falar nada, seu lazarento? Eu quero ficar mais que dez segundos em evidência! Precisamos enrolar!

Hyoga coloca as duas mãos para frente e dispara uma rajada de gelo na direção do oponente, que é nocauteado por esse simples golpe.

- Tem alguma coisa errada! Ele sequer gritou o nome do golpe! – diz Seiya

O cavaleiro de cisne sai do centro da arena e vai até os outros cavaleiros.

- Hyoga! Amigoooo... – diz Shun
- Não sei o que, mas acho que tem algo errado com você... – diz Seiya

Hyoga pega um pedaço de papel e uma caneta e começa a escrever. Então entrega o papel a Seiya.

- Deixa eu ver se entendi... Você, enquanto estava na Sibéria, resolveu dar um beijo no corpo congelado de sua mãe, e por fim a sua língua ficou presa e teve que deixar ela lá?

Ele balança a cabeça, respondendo que a informação procede.

- Ah... tah... legal... – Diz Seiya

Nisso, o apresentador anuncia a próxima luta:

- Seiya e Shiryu, entrem no ringue para a próxima luta!

- Vamo lá, Shiryu! – avisa Seiya
- Me guia, caramba! – responde Shiryu

Depois de algum tempo, os dois entram na arena e em suas posições de luta, para começar a batalha.

- Me dê sua força, Pégaso!!!! – Seiya ataca mandando centenas de socos rápidos na direção de Shiryu, que desvia de todos facilmente.
- E quem está cego aqui sou eu... – diz Shiryu em tom de desdém
- Foi só o aquecimento!
- Desista Seiya... você nunca irá passar pela defesa do meu escudo indestrutível!

Na exata hora que Shiryu diz isso, o escudo se desprende do seu braço e cai no chão, se estilhaçando como louça barata.

- Puta que pariu! O Mestre Ancião me enganou! Mentiu pra mim, é um mentiroso! – grita Shiryu.
- Toma então isso pra aprender a não ser tonto! – diz Seiya enquanto ele pula na direção do oponente para desferir um chute, que acerta bem no peito de Shiryu
- Ai meu coração! – Shiryu cai ao chão como um saco de batatas

- Shiryuuuu... Amigooo... Seiya, olha a merda que você feeez! – grita Shun
- Eu vi, o que você quer que eu faça?
- Ah, sei lá, joga ele no lixooo...
- Tá bom, segura as pernas q eu pego os braços.

Hyoga levanta uma placa com uma frase escrita:

“Dá uma pancada nas costas dele pra ver se ele engasgou com alguma coisa”

- Ah, tanto faz, pior que tá não vai ficar... – diz Seiya mirando o soco

Ele desfere um soco com toda sua força no mesmo ponto do lado inverso do corpo de Shiryu, que re-ativa seu coração.

- Quase que eu fui pra merda... – diz Shiryu assustado quando levanta – Obrigado Seiya.
- De nada...
- É... Eu acho que você ganhou... Bem vamos sair da arena pra começar outra luta.
- Tudo bem...
- Me guia então...

- Vamos começar a próxima luta... Nichi de Lobo contra Ikki de Fênix! – anuncia o Narrador do evento

- O Ikki não chegou aindaaaa – diz Shun desapontado
- Ah, é um vagabundo mesmo – diz Seiya

- Sou mesmo, e daí? – uma voz ecoa por toda a extensão do coliseu
- Ikiiii?! – questiona Shun
- Sim, Shun, sou eu...

Uma bola de fogo cai no meio da arena e produz uma pequena explosão, de onde sai o Cavaleiro de Fênix.

- É o seguinte! Dêem-me a armadura de Sagitário e eu vou embora sem matar ninguém! – anuncia Ikki
- Ikkiiii, o que você está fazendooo? – pergunta Shun
- Shun, você sobreviveu ao treinamento?
- Siiim, porque você duvidou de miim?
- Shun, fala que nem homem!
- Ikkiiiii... Eu não consigooo!
- Puta que pariu, só tem viado nessa merda... E aí, vão me dar essa armadura ou tá difícil?
- Ei, entra na fila, cara – diz o Cavaleiro de Lobo.
- Ah, fala com minha mão – diz Ikki disparando um Fantasma de Fênix no cavaleiro, que cai ao chão tendo múltiplas convulsões
- Ikki, o que você está fazendo? – grita Seiya fora da arena
- Será que preciso desenhar? EU QUERO A ARMADURA DE SAGITÁRIO, PORRA!
- Mas pra que você quer ela? – pergunta Seiya
- Sei lá, depois eu decido, acho que vou vender no eBay ou Mercado Livre...
- O quêee?! – diz Seiya assustado
- Ah, já que ninguém vai me dar a armadura eu vou ter que pegar a força...
- Só por cima do meu cadáver! – diz Seiya enfrentando Ikki
- Ta bom... AVE FÊNIX!!!!

O golpe pega em cheio Seiya que é jogado em uma das paredes do Coliseu e cai de cara no chão. Alguns segundos depois ele levanta, como se nada tivesse acontecido.

- Você num morreu? Puta que pariu! – diz Ikki assustado
- Não, eu sou o Seiya, eu não morro...
- Eh, tinha esquecido desse detalhe, proteção do autor... Então vou ter que pegar essa armadura e correr.
- É o que você pensa! Vamo desce o cacete nele galera!

Todos os cavaleiros de Bronze conscientes correm para a arena. Enquanto todos sobem, Shiryu fica para trás porque não consegue enxergar o caminho.

- Shiryu! Não é por aí!!!! - grita Seiya

Então Shiryu vira bruscamente e bate em uma alavanca que está no local. Correntes começam a se mover e um ruído metálico ecoa por todo o recinto. O placar eletrônico começa a tremer.

- Shun! Sai daí! – Seiya grita
- O quêee!? – Shun grita enquanto olha pra cima e vê o placar indo na sua direção rapidamente.
- Ikkiiiiiiiiii!!!!

O placar atinge Shun e explode no chão, levando o Cavaleiro de Andrômeda junto.

- Shiryu, você matou o Shun! Filho da Puta! – grita Seiya – E o que vamos fazer agora?

- Espera, eu sei... Eu li o mangá... Primeiro eu roubo a armadura, vocês vão buscar, mas tem cavaleiros negros com poderes similares aos seus. Depois aparece um cavaleiro do Santuário que quase me mata, vocês o derrotam. Aí vem a vez dos cavaleiros de prata, inclusive com um cavaleiro muito viado chamado Misty, depois enfiam uma flecha na Saori, nós temos que atravessar o Santuário em doze horas, senão ela vai pro saco. Só o Seiya sobrevive até o topo e encontra o Mestre do Santuário, que na verdade é o Saga de Gêmeos dominado pelo Ares, e aí a flecha da Saori sai, ela ressuscita todo mundo e vamos lutar contra o Saga. Então ele é acertado no ventre pelo báculo dela e morre. Isso tudo na saga das Doze Casas... Ops... acho que falei demais... – diz Ikki
- Parabéns! Parabéns! Enfiou a fic no cu! NO CU! – grita Seiya
- Ah, eu sei, foi mal... to com sede, vamo toma uma cervejinha no bar?
- Tudo bem, vamo pessoal.

E os Cavaleiros deixam o Coliseu em busca de um bar para encher a cara... Ei, esperem eu vou junto!
Anuncie aqui.

#2 ixnaydk

    Enciclopédia

  • Administrador
  • 9.456 Posts:
  • Gender:Male

Postou 11 fevereiro 2008 - 05:18

uhahuahahahh Shun emo tongue.gif

bem bolada essa fic, entre as últimas sobre o CdZ que andei lendo, essa foi uma das mais engraçadas.

#3 The Wickerman

    Começando Agora

  • Members
  • 9 Posts:
  • Gender:Male

Postou 27 julho 2008 - 04:37

sempre foi emo.....fraca sempre a mesmisse de CDZ, aglo novo, plz





1 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membro(s), 1 visitante(s) e 0 membros anônimo(s)