Ir para


:: Arthur's Adventure ::


5 replies to this topic

#1 Jarvan IV

    Exemplar of Demacia

  • Members
  • 5.532 Posts:
  • Gender:Male

Postou 03 novembro 2006 - 06:36

Aqui que se posta fics, do tipo sem graça e forçadas? xd.gif

Bom, eu iniciei essa história faz uns 3 anos, mas ela ficou esquecida num desses CDs de backup que ficam largados num canto da gaveta do armário do escritório de casa. Aí esses dias eu fui procurar uns trabalhos escolares que eu achei que tinha salvo, e me deparei com isso! Resolvi continuar e "aperfeiçoar" um pouco =P

De começo, aviso que o conteúdo é sem-graça, apelativo, forçado, e outros adjetivos divertidos =P

O capítulo I é grande pq tá com o pré-capítulo de iniciação junto, os outros serão curtos.
Tipo, eu sei que tá tosco, mas com ajuda e dicas eu posso melhorar essa bosta.
Os personagens são fictícios, se alguém se achar parecido com algum, foda-se, tenha a certeza de que a minha inspiração não foi você, pois eu os inventei na época que eu ainda estudava na escola heauhaehue 10.gif

Sem mais delongas...

[copy/paste from Word]

Capítulo I

“Hey Arthur, acorde, o dia já raiou!”. Todo dia é a mesma coisa, minha mãe acorda-me no mesmo horário, acho que eu nunca dormi até mais tarde, como uma pessoa normal... bem, isso não importa agora. É melhor eu me levantar da cama antes que ela me chame novamente. Vou tomar café e dar uma volta, afinal, hoje é Sábado e não tenho aula.

Enquanto tomava café, alguém entrou na casa de Arthur. Um sujeito de cabelo espetado, corpo franzino e roupa cheia de adereços:

Pessoa desconhecida: fala Arthur, tudo blz?
Arthur: não sabe bater na porta não, Len?
Mãe de Arthur: deixa o Len, Arthur. Ele é praticamente de casa!
Arthur: meh ¬¬
Len: então, Arthur, sabia que hoje cedinho chegou um parque de diversões cá em Novel Town?
Arthur: não, e nem me importo, eu odeio parque de diversões, desde o dia que você me forçou a andar na Montanha Russa... bem, nem quero lembrar.
Len: ah vamo dá uma volta lá, deve estar super legal, cheio de gatinha!
Arthur: ok, ok. Só deixa eu acabar o meu café da manhã, pelo menos.
Len: come logo esse troço ae então. Ah, antes de ir no parque, vamo dá um pulo lá na casa do Tetsu para ver se ele quer ir também...
Arthur: pra quê? Você sabe que ele provavelmente não vai, já que ele passa o dia inteiro vendo aqueles desenhos de gente esquisita com os olhos gigantes e cabelos coloridos...
Len: chama-se anime...
Arthur: que seja. Ele passa o dia inteiro vendo isso, até chega a matar aula só para não perder nenhum capítulo, assim, eu duvido que ele vá.
Len: não custa tentar. Bom, vejo que já acabou, então vamos indo.

Assim, Arthur e Len dirigem-se a casa de Tetsu. Chegando lá, batem na porta mas ninguém atende; batem na porta novamente e ninguém atende.

Arthur: o Tetsu não tá em casa, ou não quer que alguém saiba que ele está.
Len: ele deve estar sim, é que ele passa o dia no quarto dele vendo anime. Vamos entrar, ele não vai ligar se fizermos uma visitinha.
Arthur: você costuma invadir as casas dos outros? Achei que era só a minha =P
Len: meh, vamo logo, a porta está aberta, viu? *abrindo a porta*

Len e Arthur entram na casa. As luzes estão todas apagadas e as janelas fechadas. Eles sobem as escadas e olham para uma porta aberta. “Deve ser o quarto do Tetsu, vamo lá.”, diz Len.
Entrando no quarto, eles olham para Tetsu, um garoto magricelo, pálido e de óculos, que está de cueca no computador e leva um susto ao ver os dois.

Tetsu: o que estão fazendo no meu quarto? Como entraram na minha casa?
Len: a porta estava aberta, logo entendi que estava para visitas...
Arthur: só para descargo de consciência, o que você estava fazendo só de cueca e no computador?
Tetsu: eu tava namorando =P
Arthur: ein? *olhando para o monitor* Mas... mas... mas... só têm um desenho de uma menina com olhos gigantes, e de cabelo rosa =P
Tetsu: ei, fale direito com a Misako, peça desculpas por ferir os sentimentos dela ù.u
Arthur e Len: ... *gota*
Len: tá, que seja, mas ae Tetsu, tá afim de dar uma volta no parque? Ele chegou hoje cedinho na cidade!
Tetsu: e pq eu iria ao parque?
Len: lá têm vários brinquedos legais, vai tar cheio de gatinha \o/
Tetsu: garotas de carne e osso não me atraem.
Len: eu soube que têm um evento de anime lá, e...
Tetsu: já volto, vou me vestir adequadamente então!

5 minutos depois, Tetsu volta.

Tetsu: estou pronto, podemos ir.
Arthur: perae, que raio de peruca vermelha e com pontas é essa? E essa faixa na cabeça? E essa roupa estufada... perae, você está vestido como o Crono, do jogo Chrono Trigger! Porra você não é nem um pouco criativo, só falta dizer que foi acordado pela sua mãe e que vai ao parque de diversões... bem, esqueça =P
Len: lero lero. Estamos perdendo tempo, vamos logo!

Saindo da casa de Tetsu, os 3 se dirigem ao parque de diversões. No meio do caminho, Arthur para pois os cadarços de seu tênis desamarram. “Vão na frente, vou amarrar os tênis e alcanço vocês”, diz ele. Ao amarrar os cadarços, ele olha ao redor e vê um objeto no outro lado da rua, no chão. Ele caminha devagar em direção a esse objeto, e percebe que é um caderno de capa preta, e que possui alguma inscrição na capa. Ele fica na dúvida se pega o caderno ou não. “Ah, hoje é Sábado, eu não quero nem ouvir falar em estudos, outra pessoa que pegue esse caderno preto e leve para casa!”, diz ele. Arthur sai correndo e acaba alcançando Len e Tetsu, quando eles se aproximavam da entrada do parque.
Os três entram no parque e passeiam por algum tempo. O parque está vazio.

Arthur: não têm ninguém no parque, vamos embora.
Tetsu: é! Cadê o evento de anime que você disse, Len? Seu... bobo ù.u
Len: calma ae, vamo pelo menos dá uma volta na montanha russa *aponta para a montanha russa*
Arthur: nem fodendo, eu não vou andar nesse treco nunca mais.
Len: larga de ser fresco, só uma volta e nós vamo embora. Vamo aproveitá que nun têm ninguém cuidando, e vamo andá de gratis \o\
Arthur: tá certo, mas só pq é de graça, e se acontecer alguma coisa estranha eu vou te encher de porrada!
Tetsu: é, se acontecer algo comigo eu vou te dar um kamehame-há bem na cara ù.u
Arthur e Len: *gota*
Len: então vamo logo.

Assim, após ativar a montanha russa e programar para apenas 1 volta, os 3 subiram no brinquedo. No começo tudo estava normal, porém quando chegaram no primeiro loop eles perceberam que não havia cinto de segurança ali para se protegerem, e já era tarde demais: quando viraram no loop, acabaram caíndo. Então, alguma coisa aconteceu.

Arthur: ouch, minha cabeça... caralho onde nós estamos, aqui não é o parque? E que porra aconteceu?
Len: aiaiai tou todo quebrado mano, e sei lá onde estamos, só me lembro de nós caindo por causa do loop lá da montanha russa, e depois apagou tudo e eu acordei aqui.
Arthur: porra eu sabia que ia dar tudo errado, eu vou te encher de porrada, Len!
Tetsu: calma calma, eu acho que sei onde estamos!
Arthur e Tetsu: onde?!?
Tetsu: no reino dos Animes \o\
Arthur: omg.gif cala a boca *dá um murro em Tetsu*
Len: vamo dá um rolé, de repente a gente acha alguém que possa nos dar alguma informação.
Arthur: finalmente você disse alguma que preste, seu inútil. Então vamos.
Tetsu: ei, olha só, pq estamos vestidos com essas roupas? *olha para as roupas de todo mundo*
Len: cacilda mano, é verdade! Eu tou vestido de cavaleiro o.o’
Arthur: eu tou vestido de arqueiro, que merda
Tetsu: e eu tou vestido de mago... que droga, queria estar vestido de Goku \o\
Arthur: porra fica quieto, infeliz *dá outro murro em Tetsu*
Len: vamo dá uma volta, então.

Os três começaram a caminhar por aquele estranho mundo. A paisagem é um tanto diferente, a grama era roxa e a terra de cor verde, e haviam 2 luas ao invés de uma, além do ceu lilás.
Até que então, de trás de uma moita, saiu um velhinho baixinho, orelhudo, grizalho e verde.

Velhinho baixinho, orelhudo, grizalho: então verdade a profecia é! Para salvar nós vieram de londe vocês!
Arthur: ein? Fala as palavras na ordem certa, vovô!
Velhinho baixinho, orelhudo, grizalho: tudo bem, então. Vocês são os escolhidos?
Tetsu: escolhidos para quê? Para libertar essa terra das mãos sanguinárias de um vilão despótico e cruel?
Velhinho baixinho, orelhudo, grizalho: não, escolhidos para tomar no olho do cú! Hahahahaha
Arhur, Tetsu e Len: ¬¬
Arthur: mas quem é você, vovozinho? Ah eu já sei... baixinho, verde, orelhudo, grizalho e que muda a ordem das palavras... você deve ser o Yoda, certo?
Velhinho baixinho, orelhudo, grizalho: não, eu sou o Mestre dos Mágicos.
Arhur, Tetsu e Len: ... *gota*
Len: ae, não seria Mestre dos Magos?
Mestre dos Magicos: não, esse é o meu primo de 3º grau =P
Arthur: meh, que seja, isso é irrelevante. O que você quer com a gente, velho feio?
Mestre dos Mágicos: vocês viéram para esse mundo com a missão de nos libertar das mãos sanguinárias de um vilão despótico e cruel...
Tetsu: ahá! Eu sabia! Eu sabia! \o\ Porque não confirmou quando eu disse isso? ¬¬
Mestre dos Mágicos: é que eu queria tirar uma com a sua cara, otário. E não me interrompa mais. Continuando: vocês vieram libertar...
Arthur: porra corta todo esse discurso e chega no ponto, velho idiota!
Mestre dos Mágicos: o nome do vilão é Destruidor, ele mora em um castelo voador chamado Tecnodromo. Vocês já estão vestidos com as roupas especiais, que os capacitam para usar as armas que eu os darei agora. Você, Arthur, é o arqueiro, e receberá esse arco de plasma amarelho-ouro r0x0r com flechas ilimitadas. Já você, Len, é o cavaleiro, e receberá esse escudo feito de adamantium e abençoado pelo deus dos agentes secretos mutantes canadenses usados como cobaias em experimentos secretos durante os anos 60, Wolverine. Tetsu, é o feiticeiro, receberá esse gorro para usar como uma cartola de mágico.
Tetsu: oba, será que eu consigo tirar uma revista hentai do meu gorro? =D
Mestre dos Mágicos: imbecil *dá uma cajadada em Tetsu* Bom, não percam tempo, vão para o esconderijo do Destruidor. Mas cuidado, o caminho para chegar lá é recheado de perigos e é bem logo, assim, boa sorte =)
Len: mas ae, como chegar lá?
Mestre dos Mágicos: sigam os seus instintos...
Arthur: ei, perae, velho babaca, explica isso direito, porra!

Mestre dos Magicos vai para trás de uma moita e some misteriosamente. Os três amigos então seguem sem rumo, a procura de uma direção certa a seguir.
Algumas horas passam, e os três continuam vagando sem destino. Tetsu para por um instante e fica observando um animalzinho.

Tetsu: olá amiguinho!
Animalzinho: Uniiiiiiii!
Tetsu: você parece um cavalinho... mas é meio roxo, e têm um chifre na testa... você é um unicórnio!
Animalzinho: Uniiiiiii!
Tetsu: eeeee eu tenho um unicórnio \o\ eu vou te chamar de Uni, tá amiguinho?
Uni: Uniiiiiiii!

Do nada, uma flecha de cor amarelo-ouro r0x0r acerta Uni, que morre na hora.

Tetsu: Uniiiiiiiiiiii! ;_;
Arthur: ei Len, seu inútil, eu consegui algo para a janta. Acende a fogueira, se conseguir, mas acho que isso é muito difícil para um merda que nem você.
Tetsu: seu bobão, matou o meu unicórnio! ;_;
Arthur: seu unicórnio o meu ovo esquerdo, seu ridículo. Tou com fome e vou assar ele. Se tiver algo contra, vêm bater em mim, vêm?
Tetsu: ;_;
Len: aí Arthur, a foguera tá acesa, bota aqui a carne, que meu buxo tá roncando!

Então, Len e Arthur assaram e comeram o unicórnio, já Tetsu ficou de luto pelo animalzinho. Logo após, acharam um lugar para descansar, acordando somente no outro dia.

Arthur: p*ta que o pariu, isso não era um pesadelo! É real! ¬¬
Len: bom dia procê também, Arthur. Mas tipo, poderia ser pior...
Arthur: eu estou preso num mundo estranho, junto com um cara burro e que fala mais gírias do que palavras, e com um cara magricelo e punheteiro... falando nisso, cadê ele?
Tetsu: meh, tou aqui, e eu ouvi tudo ¬¬ eu não sou tão... magricelo assim...
Len e Arthur: ...
Tetsu: bem bem bem, eu usei o meu gorro mágico e puxei um pudim dele, eu tentei puxar um hamburger mas não deu certo, então pudim está muito bom xd.gif
Arthur: epa, então quer dizer que você poderia Ter puxado a janta daí ontem? Você me fez assar e comer aquele cavalo chifrudo da porra? Cara, tu é um infeliz!
Tetsu: nah, sem socos agora =P Rá, vou saír correndo e quero ver você bater em mim *sai correndo*

Enquanto Tetsu corria, ele tropeça em alguma coisa e dá de cara no chão. Quando se levanta, obviamente vai ver no que tropeçou. Ele vê que é um objeto esférico e pega do chão.

Tetsu: ei pessoal, olha só o que eu achei! Uma bola amarela com umas estrelinhas vermelhas!
Arthur: bola amarela... estrelas vermelhas... isso é uma esfera do dragão, seu burro *taca uma pedrada em Tetsu, acerta na testa dele*
Tetsu: ai, isso doeu ¬¬ bem é verdade que as esferas do dragão existem, então... achei que era coisa de anime o.õ
Len: ae, pelo pouco que eu li sobre essas esferas, devem existir outras por aqui.
Arthur: eu tou espantado!
Len: pelo meu conhecimento sobre as esferas? \o\
Arthur: não, tou espantado por você saber ler! O_O’
Len: meh! ¬¬ Falandu sério, devi existí mai 6 esfera como essa, espalhadas por esse mundo estranhu e hostil. A lenda diz também que quando reuni as 7 esfera, um dragaum chamado Gouki... digo... Sheng Long... aparece e realiza 1 desejo. Podemo pidí para sair desse mundo \o\
Tetsu: então vamos atrás dessas esferas!!!! \o\
Arthur: sim, claro. Vamos atrás das esferas nesse mundo hostil. Só que nem sabemos por onde procurar. Grande idéia, estúpido!
Tetsu: calma aí

Tetsu coloca a mão por dentro do gorro, e puxa uma espécie de radar.

Tetsu: olha, isso é o Radar do Dragão, serve para localizar as esferas \o\
Len: boooa mano, grande sacada ein?
Tetsu: é o poder do Anime!!! \o/*fazendo pose de super-herói*
Arthur: não abusa *dá um murro em Tetsu* Não temos tempo a perder, como se usa isso, babaca?
Tetsu: ai minha cabeça... bem, suponho que os pontos no radar sejam as esferas, então não estamos tão longe de uma esfera, deve ser seguindo por ali *aponta para uma direção*
Len: então vamos! \o\

Assim, os três começam a andar de acordo com o radar, com a esperança de encontrar as esferas.

Fim do capítulo I
Imagem

#2 markspider

    =P

  • Members
  • 2.583 Posts:
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre - RS

Postou 11 novembro 2006 - 08:45

QUOTE
Tetsu: escolhidos para quê? Para libertar essa terra das mãos sanguinárias de um vilão despótico e cruel?
Velhinho baixinho, orelhudo, grizalho: não, escolhidos para tomar no olho do cú! Hahahahaha

Eu ri 10.gif

E o Tetsu é o Max Crono

E tem algumas incoerencias. O Len q era vagal analfabeto fala bem certinho em algumas partes
QUOTE
Len: não custa tentar. Bom, vejo que já acabou, então vamos indo.

Seria mais ou menos: Rumbora porra! 10.gif


Posted Image
Sonâmbulo Suicida - Baboseiras Diárias

#3 Jarvan IV

    Exemplar of Demacia

  • Members
  • 5.532 Posts:
  • Gender:Male

Postou 13 novembro 2006 - 02:30

QUOTE
E tem algumas incoerencias. O Len q era vagal analfabeto fala bem certinho em algumas partes

rapaz observador xd.gif
isso têm uma explicação (não muito boa, mas têm) em algum caítulo futuro xd.gif

eu tou terminando o capítulo 2 =P

sobre o Tetsu, parecer com o Max é coincidência, por menos que pareça, já que eu me inspirei em um amigo meu xd.gif
Imagem

#4 markspider

    =P

  • Members
  • 2.583 Posts:
  • Gender:Male
  • Location:Porto Alegre - RS

Postou 13 novembro 2006 - 11:59

O Len usa drogas? uahahahahah 10.gif
Omfg mas o cara é o Max Clone 10.gif
Posted Image
Sonâmbulo Suicida - Baboseiras Diárias

#5 Jarvan IV

    Exemplar of Demacia

  • Members
  • 5.532 Posts:
  • Gender:Male

Postou 02 maio 2007 - 02:48

Capítulo 2

Com a ajuda do radar, Arthur, Len e o outro maluco ae partiram para o oeste de onde estavam. O radar apontava uma distância de aproximadamente 5 milhas ( o que eu não sei como explicar o porquê, visto que sistemas métricos ainda não foram criados naquela época =P ). Eles entraram numa região desértica, foram descendo o vale onde encontravam-se; a terra era árida. Após sair do vale, chegaram numa região amplamente plana, sem mudanças bruscas de terreno. Alguns cactos haviam por lá, além de esqueletos de animais mortos.

Tetsu: esses esqueletos... aqui é uma região bem perigosa, creio eu. Não é melhor nós voltarmos para o vale e procurar um caminho alternativo, para localizar a esfera mais próxima? o.o’
Arthur: larga mão de ser medroso, porra! ¬¬ O que esses esqueletos podem fazer com nós? O que pode nos acontecer aqui, afinal? Não têm ninguém aqui além de nós, e olha só, já estamos a apenas 2 milhas da esfera, de acordo com o seu radar aqui.
Len: mas ae, eu já tou com o meu bucho roncando... tamo caminhando faz quase 3 horas nesse sol forte ae =P Vamu dá um tempo e comê algum rango, até aqui mesmo =P
Arthur: odeio Ter que dizer isso, mas você está certo. Bom, não temos provisões conosco, então Tetsu providencie a comida com o seu gorro tosco. =P
Tetsu: aí está! Er... acho que jiló dá para nos alimentar, não é? XD
Len: Eca! =P

Após pararem por algumas horas para descansar, continuaram a busca pela esfera. O deserto estava chegando ao fim e uma região pantanosa começava a se formar. Entraram no pântano e tiveram de reduzir a velocidade das passadas.

- Estamos bem próximos – disse Tetsu – mais alguns passos para o norte e chegamos no nosso ponto. Ae, como será que são as esferas? Será que são que nem as do Dragon Ball? =D
- Aff, cala a boca ù.u – disse Arthur – qual é a distância exata?
- Uns 20 metros, logo alí na frente.

Chegaram no local indicado, mas não havia nada lá, aparentemente. Deduziram que estava enterrado no pântano.

- Tetsu, puxa do teu gorro tosco uma pá, para poder cavar e procurar melhor – disse Arthur.
- Muito bem.... shazam! Er... isso serve? –disse Tetsu a Arthur.
- Isso é uma colher de sopa, seu imbecil! Como é que vamos cavar num pântano com uma colher? ò.o
- Eu não consigo entender... eu apenas desejei alguma coisa para cavar no pântano... – disse Tetsu – Mas então, quem vai ser o besta que vai cavar nesse pântano usando uma colher? XDDDDD
- Ei, não olhem para mim com esse sorriso bobo, eu não vou cavar! – disse ele.
- Se você não começar a cavar, eu vou te encher de porrada, viu? – disse Arthur.
- Não adianta, pode esfolar o meu couro que eu não cavo =P
- Ae mano Tetsu, se você cavar, eu prometo que te dou um exemplar novinho daquela revista Hentai XXXXXXXXX que você compra toda semana wink3.gif
- Tetsu: STFU =P Eu vou cavar só pq eu quero logo essa esfera, só isso. Essa história da revista aí não me motivou... não mesmo... nem pensar... nananinanão...
- Arthur: CAVA LOGO IMPRESTÁVEL!
- Tetsu: Bom, vou cavar. XD


Na primeira colherada ( XDDDD ) que Tetsu deu, aconteceu algo estranho. Tudo começou a tremer e a região do pântano onde eles estavam começou a se erguer. Nossos três amigos correram para outra parte do pântano, enquanto olhavam espantados o que estava acontecendo.

- Len: Caralho mano, que porra é essa aew??? =O
- Arthur: Porra, é um dragão! Mas que bosta. Como um dragão pode viver num pântano? Mas que bosta denovo, como é que o radar trouxe a gente direto para um dragão?
- Tetsu: eu não faço idéia. Mas bem... olha que massa, esse dragão parece com o Shenlong do Dragon Ball!!! =D
- Arthur: porra mané, esquece o Dragon Ball só por um instante...*empurra Tetsu* Ah eu saquei o que aconteceu! Quando você retirou o radar do gorro, deveria estar pensando em um dragão, assim como o Shenlong do Dragon Ball. >=/
- Tetsu: não, eu pensei em “Radar de Dragão”, aí...
- Len: cê disse radar DE dragão? Oxi, é isso. =P
- Arthur: minha nossa senhora da burrice, mas isso passou os limites! A gente veio até aqui, andou pra caralho, passou fome, só porque esse punheteiro magricelo errou na hora de pedir?
- Tetsu: Tá, em vez de ficar reclamando aí, a gente poderia correr, o dragão nos viu e vai querer almoçar a gente, já que ele vêm vindo.
- Len: Vambora moçada, corram pelas suas vidas!

Os três começaram a correr, mas o dragão corria muito mais rápido que eles, além de estarem atolados num pântano.

- Arthur: Vê se tira algo que preste desse teu gorro, Tetsu! E rápido!
- Tetsu: Mas o quê?
- Algo pra bater nesse dragão! – diz Len.
- Tetsu: Ok, que tal... ISSO! =D Er... ops! happy4.gif
- Arthur: UMA FRIGIDEIRA? CARALHO, MAS TU É UMA ANTA! >=(
- Tetsu: desculpa cara, eu ainda não li o manual de instruções desse gorro.

Arthur começa a atirar flechas contra o Dragão, mas ele apenas recua por uns instantes para depois continuar avançando.

- Len: o meu escudin não vai adianta muita coisa contra esse dragaum, afinal, ele deve usá força bruta... escudo idiota! >=/

Quando Len ia arremessar o seu escudo longe, o dragão cospe uma bola de fogo na direção dele. Len, vendo que não tinha outra saída, resolve pegar o escudo e se proteger, e vê que o escudo dissipou a bola de fogo, sem ficar com nenhum arranhão.

- Len: escudin da hora esse! =D
- Arthur: cadê aquele anão miserável da porra que nunca aparece na hora que a gente precisa!!!

No que Arthur terminou a frase, Mestre dos Magicos sai de trás de uma moita.

- Mestre dos Mágicos: Olá, como estão passando?
- Arthur: muito bem, fora esse dragão querendo nos almoçar, velho imbecil!
- Mestre dos Mágicos: Oh, nem tinha reparado nele. Mas bem, venham por aqui. Têm uma passagem secreta que os conduzirão pelos esgotos, até a cidade mais próxima. *abre uma escotilha*
- Len: falow veínho!

Os três entram na escotilha e saem nos esgotos. Quando descem, olham para cima e vêem ela se fechando. Como não conseguiram abrir, e nem queriam, pois estavam livres do dragão XD, seguiram pelos esgotos mesmo.

- Tetsu: e o Mestre dos Magicos? Vai ser comido pelo dragão? ;_;
- Arthur: tomara, aquele velho babaca. >=D
- Len: acho que ele pegô a sua moita e foi embora, como sempre! Bem molecada, vamu segui pelos esgotos mesmo.

Então, seguiram pelos esgotos por mais ou menos 3 horas. Encontraram uma subida, que dava para um bueiro. Resolveram subir. Quando subiram, saíram no meio de uma cidade. A paisagem era de um vilarejo medieval.
- Tetsu: que LOL, me sinto no meio do século XII. =P
- Arthur: bem, vamos andar pela cidade, para ver o que vamos fazer.

Continuaram andando, quando avistaram uma placa.

- Len: olha lá mano: “Taverna do Moe”. Vamo lá pra pedir informações!

Entraram na taverna. Era um lugar frequentado pelas piores espécies da cidade, uma verdadeira corja de arruaceiros e bêbados. Os três chegaram no balcão.

- Taverneiro: o que vão querer, senhores... e otaku.
- Len; o que nóis têm pra beber?
- Taverneiro: bem, temos cerveja, cerveja, cerveja, cerveja e cerveja. O que vâo querer?
- Arthur: Bem... *bota a mão no bolso, sente algumas moedas* É difícil escolher, mas me vê 2 cervejas... e alguma coisa pro magricelo aí.
- Tetsu: Oi, o senhor teria Milk Shake de morango com calda de chocolate, por favor?
- Taverneiro: Miuquecheique? Mas que porcaria é essa?
- Tetsu: ah me vê qualquer coisa que não seja cerveja, eu não bebo bebidas alcoolicas. happy4.gif
- Taverneiro: Tá... peraí. *dá alguns passos até a escada* EI FRIDA, ME VÊ A MAMADEIRA DO JÚNIOR! ELE TOMOU TODO O LEITE?
- Tetsu: ...


Enquanto os três conversavam com o taverneiro, não perceberam uma presença observando eles e indo em direção deles. Estava vestida com uma capa preta, que lhe cobria todo o corpo e não dava para ver o seu rosto na escuridão. Se aproximou dos três:

- Pessoa misteriosa: Então vocês são os três forasteiros?


Os três se assustam e cerram os punhos. Menos o Tetsu, que estava tomando o seu leite, tremedo de medo.

Fim do capítulo 2


Eu achei mais fraco que o primeiro, até pq eu fui escrevendo umas linhas e parando, isso por uns 3 meses, aí fica meio vago. =P
Imagem

#6 Yagami

    Mako best girl

  • Members
  • 2.958 Posts:
  • Gender:Male

Postou 17 novembro 2007 - 10:43

UP! xD
Curti,ta que nem aquele negoço do dragão que passava na grobu e ta passando agora,continua =D

Imagem






1 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membro(s), 1 visitante(s) e 0 membros anônimo(s)